Ô abre alas, que o SOS Saúde quer passar

14 de fevereiro de 2020



O SOS Saúde não poderia ter começado 2020 melhor. O espaço do restaurante Vegan Vegan estava com quase todas as mesas ocupadas. A única diferença foi que, na última quarta-feira (12/2), entre 18h e 20h30, o público se alimentou não dos pratos criados pela chef Thina Izidoro, mas de muita informação e conhecimento sobre veganismo.

Thina mostrou o caminho das proteínas

No cardápio do primeiro ciclo de palestras do ano, o “prato” foi alimentação vegana à luz da dietética chinesa e da cardiologia. Enquanto Thina trocou o chapéu de chef pelo de nutricionista, e esclareceu dúvidas comuns para quem opta pela alimentação de origem vegetal, o médico cardiologista André Pessanha destacou as vantagens da alimentação vegana para a saúde do coração.

O espaço do restaurante virou um auditório

“Quando descobrem que você parou de comer carne, a primeira pergunta quase sempre é essa: ‘e a proteína?’. É bom lembrar que todos os alimentos de origem vegetal têm proteína, em proporções menores ou maiores. O que é a proteína? É o conjunto de aminoácidos que vai entrar na nossa célula. Uma proteína de alto valor biológico é como um cordão de pérolas, que precisa contar com todos os aminoácidos para fechar bem. Há os aminoácidos que nosso corpo produz e outros nove, essenciais, que precisam vir pela alimentação. E sabe qual é a única combinação que traz esses nove aminoácidos de uma vez só? O popular arroz e feijão. Simples assim”, explicou Thina.

Restaurante cheio para degustar outro tipo de cardápio

Outra dúvida comum para quem para de comer carne é quanto à necessidade de ingerir vitamina B12, que seria uma carência exclusiva dos veganos.

“A vitamina B12 não é produzida pelo animal, mas pelas bactérias do solo. O boi é apenas um intermediário da B12. Pode-se ter insuficiência de B12 mesmo comendo carne. Para os vegetarianos, basta consumir essa vitamina por cápsulas feitas em laboratório”, esclareceu Pessanha, que há quatro anos adotou a alimentação vegana.

Thina Izidoro e o convidado da primeira edição do ano: o médico cardiologista André Pessanha

“É melhor fazer uma mudança de alimentação para o vegetarianismo do que fazer várias dietas. Não precisa passar fome para reduzir o colesterol, por exemplo”, completou o cardiologista.

Thina falou também da relação que a medicina chinesa estabelece entre as estações do ano e aspectos como as cores e sabores dos alimentos e sua relação com as emoções. “Verão é a estação da euforia, o sabor é o amargo e a cor, o vermelho. Então, é recomendável consumir alimentos com essas características durante essa estação, como beterraba, maçã, rabanete, agrião, jiló, quiabo, rúcula, chicória, berinjela, ameixa vermelha e melancia”, listou.

Outra dica da Thina para o verão: evitar frituras ou mesmo grelhados e alimentos com muita gordura.

Para quem não foi ao primeiro SOS Saúde da temporada, uma boa notícia: em breve o Vegan Vegan divulgará a data da próxima rodada de palestras. Sempre, claro, com um convidado especial.

ESCRITO POR

Vegan Vegan

Criado em 2004, o Vegan Vegan é mais que um restaurante 100% vegetariano. É também um espaço para debater a alimentação vegana, seus princípios e benefícios para a saúde.